Programa

Valor Desde 747.00 €
Partidas à segunda-feira
Voos Fly Egypt de Lisboa, Humberto Delgado (LIS) para Hurghada (HRG) ou Fly Egypt de Porto, Francisco Sá Carneiro (OPO) para Hurghada (HRG)
Período de Reserva 05/12/2020 - 30/09/2021
Período de Estadia 07/06/2021 - 27/09/2021

CONDIÇÕES DE CANCELAMENTO:

Cancelamentos efetuados até 30/04/2021: SEM DESPESAS

Reservas efetuadas a partir de 01/05/2021 inclusive: 20 EUR/processo se canceladas a 31 ou mais dias da viagem. 100% cancelados a 30 ou menos dias da viagem

************************************************************************************************************************************************

RESUMO DAS COBERTURAS DO SEGURO CONTRATADO, EM CASO DE INFEÇÃO POR COVID-19:

(para informação completa, por favor consultar as condições da apólice em COBERTURA COMPLEMENTAR COVID-19 AV + CIV - Viagens Internacionais, da página 10):

 1. Interrupção e cancelamento da viagem por Covid-19:

 - Estão cobertos os gastos de cancelamento, até ao limite contratado, caso o segurado apresente um teste PCR positivo, anterior à viagem. Esta cobertura inclui o segurado infetado e até quatro acompanhantes, independentemente do grau de parentesco.

 - No caso de algum dos segurados ser impedido de embarcar no transporte reservado, por apresentar sintomas que levem a suspeitar que possa estar infetado com Covid-19, e caso, nos 3 dias imediatamente a seguir a essa suspeita, a mesma for confirmada por um teste PCR positivo, estão cobertos os gastos de cancelamento até ao limite contratado.

 - No caso de o segurado, já no destino, ser infetado por Covid-19 ou apresentar um teste PCR positivo, e for portanto impedido de realizar a viagem de regresso, estão cobertos, até ao limite contratado, os gastos de interrupção da viagem, nomeadamente despesas de alteração do transporte de regresso e estadia adicional do segurado infetado, assim como de um acompanhante, enquanto ambos aguardam pelo fim da quarentena.

2. Assistência Médica por Covid-19:

- No destino, o seguro cobre, até ao limite contratado, as despesas de internamento, despesas médicas e de repatriamento, no caso de o segurado ser diagnosticado com Covid-19.

3. Exclusões do seguro por Covid-19:

- A seguradora não assume qualquer sinistro, quando a origem do dano ao segurado for a pandemia por Covid-19 (seja por cancelamento ou interrupção da viagem por motivo de força maior), incluindo se o destino vier a ficar prejudicado devido ao Covid-19, as fronteiras da origem/destino estiverem fechadas devido à Covid-19 ou o cliente não puder usufruir dos meios de transporte originais devido à pandemia, etc."

Faça a sua escolha

Opções Disponíveis para 2021-06-07 , (7 Noites) , 2 Adultos

Sobre o destino

  Egito é História, antigas civilizações, faraós, esfinges, pirâmides, templos e santuários, o Fértil Vale do Nilo, Alexandria, e a sua famosa Biblioteca, é Luxor e Assuão, mas Egito é também, e muito, o Cairo, e tudo aquilo que a fabulosa cidade tem para nos oferecer.

  O excitante e apaixonante Cairo. A grande capital do Egito está localizada nas margens do rio Nilo. No centro do Cairo, fica a Praça Tahrir, ou Praça da Libertação, a maior praça pública do Cairo, onde se encontram alguns dos edifícios mais importantes, com destaque para o Museu Egípcio, o edifício governamental de Mogamma ou a sede da Liga Árabe. Visita nenhuma ao Cairo fica completa sem uma passagem demorada pelo famoso edifício rosa do Museu Egípcio. Aberto ao público desde 1858, alberga alguns dos mais sagrados tesouros arqueológicos do país e do mundo. Farto em preciosidades, é preciso tempo para apreciar a inacreditável quantidade de estátuas, sarcófagos, joias, papiros, mobiliário ou múmias. Deixe os Tesouros de Tutankamon para o fim, porque merecem toda uma atenção especial.

  Um verdadeiro regresso ao inacreditável passado da história do Egito. Ainda sem uma data oficial concreta, 2021 será, ao que tudo indica, o ano da abertura do novo Grande Museu Egípcio (GEM). O novo museu vai receber, por exemplo, artefactos do faraó Tutankamon que nunca foram expostos em público, desde a sua descoberta em 1922. Construído numa área de cerca de 500 000 metros quadrados, o megamuseu fica nas proximidades das Pirâmides de Gizé e será um dos maiores museus do mundo dedicado à herança de uma única civilização, com cerca de 100 000 artefactos de períodos vários da rica e longa história do Egito. Relativamente perto do museu e também esse um espaço de visita obrigatória no Cairo ficam as famosas Pirâmides de Gizé e a Esfinge. Uma das mais icónicas e misteriosas Sete Maravilhas do Mundo Antigo, as Pirâmides de Gizé são uma das principais razões pelas quais os turistas escolhem o Egito, e o Cairo em particular, como destino das suas viagens.

  Depois da azáfama do Cairo, propomos-lhe um cruzeiro pelo Nilo, a partir do Cairo, com passagem por Luxor, Edfu e Assuão.

 Luxor é a antiga cidade de Tebas, capital dos faraós entre os séculos XVI e XI a. C. A cidade tem enormes e magníficos monumentos: os Templos de Luxor e de Karnak, o Templo mortuário de Hatexepsute, o complexo de Deir El Bahari, os Colossos de Mêmnon, duas estátuas gigantescas do faraó Amenófis III, situadas na necrópole da antiga cidade de Tebas, e o os túmulos reais do Vale dos Reis e do Vale das Rainhas.

  Em Edfu, visita ao Templo de Horus (também conhecido por Templo de Edfu) e ao Templo de Sobek, em Com Ombo, construído há mais de dois mil anos.





  


                                                

D

Ficha informativa

DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA:

Angola: O visto terá que ser obtido na  Embaixada de Angola em Lisboa. Boletim de vacina internacional. Passaporte válido.
Marrocos:
 Passaporte com validade mínima de 6 meses a contar da data de regresso.
Moçambique: Passaporte válido e visto obrigatório (obtenção à chegada ao aeroporto de Maputo)
São Tomé: Passaporte válido e visto. O visto terá que ser obtido na Embaixada de São Tomé e Príncipe em Lisboa ou nos Consulados do Porto e Coimbra.
Senegal: Passaporte Válido. 

Tunísia: Passaporte Válido
Zanzibar: Passaporte válido. Visto (obtenção à chegada)

AVISO: 

A) As taxas de aeroporto e de combustível estão sujeitas a alterações até à data da partida.
B) Os quartos indicados como triplos são duplos com cama extra.
C) A hora de saída dos quartos no último dia terá que ser efetuada até às 12 horas.
D) Em Moçambique existe uma taxa turística a ser paga localmente pelo cliente à saída do País: 15?  (valor indicativo)
E) Em S. Tomé existe uma taxa turística a ser paga localmente pelo cliente à saída do País: 17? (valor indicativo).
F) O envio de documentações poderá estar sujeito à regularização prévia de saldos ou débitos existentes.
G) A inserção dos dados de passaporte é da responsabilidade da agência de viagens, declinando a Solférias qualquer responsabilidade pelos dados inseridos.
H) Consulte AQUI o resumo das novas condições (viagens a partir de 01/10/2016) de cada classe/brand da TAP.


Consulte e/ou imprima:
Ficha Informativa Normalizada
* Condições de Contrato de Transporte Aéreo e outros avisos importantes

Razões para fazer a mala

1. Berço da Humanidade: Ir a África é renascer. É o reencontro com a natureza virgem, o reviver de sensações primitivas e ancestrais.

2. Património: Ir a África é mergulhar na herança que os nossos antepasssados deixaram em África, uma herança muitas vezes classificada como património da humanidade.

3. Aventura e descobrimento: Ir a África é ir à aventura, é descobrir uma fauna que mais nenhum continente oferece, é contactar com culturas ancestrais.

4. Descanso: Ir a África é poder desfrutar dos mares mais envolventes e mais belos do planeta, é o recargar de energias físicas e psicológicas.

A não perder

Guiné: Em Bissau, a capital, descobrem-se as fortes ligações entre Guiné e Portugal. No centro da cidade, vai encontrar a Praça dos Heróis, o porto, a Assembleia Nacional, o Estádio Lino Correia e a zona de Santa Luzia. Nos Bijagós, encontrará um paraíso natural com as suas belas praias de água tépida e transparente.

Moçambique: A capital, Maputo, é um local de visita obrigatória, onde se destaca a beleza da herança arquitetónica. A não perder: Gorongosa, a reserva natural que recuperou dos anos de guerra colonial e civil, e a Ponta do Ouro, região de praia junto à fronteira com a África do Sul. Recomenda-se o Lago Niassa, localizado no norte do país, o Parque Nacional das Quirimbas, um paraíso exclusivo no Índico e a lindíssima Ilha de Bazaruto, bem como a região de Inhambane. Pode aproveitar para conhecer o Kruger Park, na África do Sul, e as Cataratas de Vitória, na Zâmbia.

Quénia: Masai Mara é o mais famoso dos parques do Quénia. Mas existe mais para descobrir, como a Reserva Nacional de Amboseli, com as suas aldeias masai e vista para a montanha mais alta de África. No importante centro financeiro de Nairobi, vai encontrar o orfanato de elefantes e a casa-museu Karen Blixen. O Parque Nacional do Serengueti é um dos melhores locais do mundo para ver os Big Five no seu habitat natural.

São Tomé e Príncipe: A linha do Equador fica localizada no Ilhéu das Rolas e é um local onde vai querer tirar uma fotografia de recordação. Prepare-se para ficar encantado com a Roça Monte Café, uma das mais antigas do país, a Roça Agostinho Neto, com a sua população sempre simpática, e a Cascata de São Nicolau, onde pode mergulhar. Não vai querer perder as Praias da Lagoa Azul, Tamarindos e Jalé e, na Ilha do Príncipe, a Roça Sundy, produtora de cacau e café, bem como as Praias Banana, Margarida e Bom. A língua em comum, a alegria e simplicidade das gentes vão com certeza cativá-lo.

Senegal: Não pode deixar de conhecer o Lago Rosa, mas existe muito mais para descobrir: a capital Dacar, a ilha de Gorée, localizada a dois quilómetros ao largo de Dacar, o delta do rio Saloum, e o Parque Nacional de Niokolo-Koba, ambos considerados Património da Humanidade, pela Unesco, e St. Lois, no extremo norte do país, com um centro histórico, igualmente distinguido pela Unesco.

Tanzânia: O Parque Nacional de Tarangire, no norte, com menos visitantes que os famosos Serengueti (partilhado com o Quénia) e a cratera de Ngorongoro. É inevitável uma visita a Dar es Salaam, cidade que, não sendo a capital, é a mais importante e a Zanzibar, também conhecida como a ilha das especiarias. A não perder, o famoso Monte Kilimanjaro e a capital Dodoma, no interior do país, e claro o nascer ou o pôr-do-sol, únicos em África.

Zanzibar: Stone Town é uma cidade histórica com uma história surpreendente para descobrir. Aqui pode visitar o Forte Árabe, de 1780, a Casa das Maravilhas, construída em 1883, o primeiro edifício da África Oriental a possuir um elevador elétrico e ainda a casa onde nasceu Freddie Mercury, na Rua Kenyatta. Para além da capital, recomenda-se as praias do norte da ilha.

Sobre a região

  Embora África seja um continente demasiado vasto para caber numa pequena definição, existem inúmeras razões para o visitar.

    Pode ser pela grande diversidade étnica, cultural, social e política ou pela enorme diversidade climatérica que inclui o equatorial, tropical, desértico e mediterrâneo ou simplesmente porque aqui a natureza esmerou-se criando tons, cheiros e sabores inesquecíveis. Para além de tudo África é o berço da humanidade, é renascer, é o reencontro com a natureza virgem e o reviver de sensações primitivas e ancestrais.
    O património existente é de tal forma surpreendente que se pode dizer que partir para África é mergulhar na herança que os nossos antepassados deixaram e quem tem vindo a ser muitas vezes classificada como património da humanidade. Nada se equipara a partir à aventura para descobrir uma fauna que mais nenhum continente oferece ou para contactar com culturas ancestrais.
    Mas África também é mar e aqui é possível desfrutar dos mares mais envolventes e mais belos do planeta servindo de estímulo para recargar energias físicas e psicológicas.
    A não perder a magia do pôr do sol, em África vai descobrir cores que nunca viu na vida, a beleza dos animais selvagens a passear livremente no território dos seus antepassados, o mar azul-turquesa e as finas areias douradas, o Cabo da Boa Esperança que deve o seu nome aos descobrimentos, os templos, verdadeiras obras de arte, a beleza, simpatia e simplicidade das gentes, o contraste do moderno com o antigo, a herança do passado, o movimento agitado das grandes cidades, o vasto deserto e os verdejantes oásis. Fortemente ligados a este continente devido à nossa história conhecer África é descobrir o que somos enquanto nação.
    Continente cheio de contrastes nunca é demais regressar à origem para descobrir o que nos move. África é um verdadeiro reino encantado, repleto de mistério e ainda com muito para desvendar à humanidade.

Condições de Reserva

1. Consulte as "Condições Gerais de Venda" constantes nas brochuras ou em www.solferias.pt 2. DESPESAS DE CANCELAMENTO/ALTERAÇÃO: 2.1 Todas as reservas efetuadas e confirmadas onde se verifique alteração ou anulação do contrato de viagem, estão sujeitas a taxas de rescisão, de acordo com os termos constantes nas nossas "Condições Gerais de Venda" -https://www.solferias.pt/#content/condicoesreserva 2.2 No caso particular da presente reserva, por se tratar de um produto charter, todos os cancelamentos estão sujeitos às seguintes condições particulares de anulação, no que respeita à parte aérea: - Cancelamentos efetuados até 30/04/2021: sem despesas. Reservas efetuadas a partir de 01/05/2021 inclusivé: - Cancelamentos efetuados a menos de 72h da presente confirmação: 100% (se data viagem entre 14 e 0 dias), 20€ (se data de viagem entre 30 e 15 dias). - Cancelamentos efetuados após 72h da presente confirmação: 100% (se data viagem entre 30 e 0 dias) ou 20€ (se data de viagem for a 31 ou mais dias) Nota: todos os cancelamentos de reserva fora do horário de expediente da Solférias, têm de ser obrigatoriamente reportados para os contatos da permanência (24horas@solferias.com), não podendo a Solférias ser responsabilizada por despesas inerentes ao não cumprimento estipulado de prazos informados. Para efeitos de aplicação de gastos serão sempre considerados os fusos horários dos fornecedores envolvidos. 2.3 Todos os restantes serviços confirmados na presente reserva estão sujeitos a todos os encargos a que o início do cumprimento do contrato e a sua desistência derem lugar. 3. Dados de Passaporte: Os dados de passaporte recolhidos são, única e exclusivamente, para cumprimento da Norma Europeia "PNR Directive", em que passou a ser requisito obrigatório a inserção dos dados de passageiros nas reservas de todos os passageiros que viajem para Portugal, provenientes de países não-Schengen ou que transitem em Portugal vindos desses países. Este requisito é obrigatório também para todos os passageiros (incluindo portugueses) que, tendo iniciado a viagem em Portugal, estejam de regresso, provenientes de um país não-Schengen. Todos os dados recolhidos, serão tratados de acordo com o Regime Geral da Proteção de Dados. 3.1. No caso de impossibilidade de inserção automática dos dados de passaporte, poderão optar por enviar os dados para a Solférias através do nosso email (reservas@solferias.com). A inserção manual dos referidos dados por parte do nosso departamento de reservas acresce uma taxa de 15,00 euros por processo 4. Comparência no aeroporto 3 horas antes da hora de partida 5. Bagagem: 1 peça por passageiro (exceto Bebé), com o máximo de 15KG; 7KG por passageiro são autorizados na cabine. 6. Ficha Informativa Normalizada: A combinação de serviços de viagem que lhe é proposta constitui uma viagem organizada na aceção da legislação em vigor do Decreto-Lei nº 17/2018 de 8 de março. Por conseguinte, beneficiará de todos os direitos da União Europeia aplicáveis às viagens organizadas. A Soliférias - Operadores Turísticos, S.A e a agência de viagens que efetuou a venda ao cliente serão plenamente responsáveis pela correta execução da globalidade da viagem organizada. Além disso, conforme exigido por lei, a Soliférias - Operadores Turísticos, S.A, e a agência de viagens que efetuou a venda ao cliente têm uma proteção para reembolsar os pagamentos que tenha efetuado e, se o transporte estiver incluído na viagem organizada, assegurar o seu repatriamento caso seja(m) declarada(s) insolvente(s). Mais informações sobre os principais direitos ao abrigo do Decreto-Lei nº 17/2018 de 08 de março, devem ser consultadas em www.solferias.pt. 7. Os nomes dos passageiros inseridos no nosso on-line são os usados para a criação das reservas e serviços contratados; os mesmos devem ser inseridos no modelo apelidos/nome, evitando o uso de carateres especiais e espaços ente os mesmos. O não cumprimento desta regra e consequente alteração de nomes por parte da Solférias junto das entidades da reserva, resultará numa despesa administrativa de 20€ por processo acrescido de eventuais custos dos nossos fornecedores. 8. Este programa dispõe de um seguro contratado. As coberturas, em formato PDF, poderão ser consultadas em: http://www.solferias.pt/#content/seguros 9. A pandemia originada pela Covid-19, determinou a adoção, por inúmeros Governos, de medidas de prevenção, combate e contenção da doença, que incluíram fortes restrições na circulação de cidadãos em todo o Mundo, que podem manter a interdição de entrada de cidadãos não nacionais ou não residentes, exigir certificado médico, declarações para deslocação ou quarentena obrigatória para cidadãos provenientes do estrangeiro, etc. As medidas de contenção e controle da doença continuarão a ocorrer, e cada País irá retomando sua atividade económica e social à medida que os seus sistemas de saúde e as sociedades em geral se adaptam a uma nova realidade, reduzindo os efeitos nocivos da COVID-19. É portanto muito importante para que a viagem decorra da forma prevista, que esteja o mais informado possível sob as medidas necessárias para a saída e entrada em Portugal e os países que vai visitar. Os despachos que têm vigorado desde 01 agosto 2020 (Despacho 7595-A e subsequentes) e que devem ser consultados em https://dre.pt ou https://www.sef.pt/pt/Pages/homepage.aspx#, indicam claramente o regime de entrada e saída de cidadãos Portugueses que se ausentem para um país não pertencente à zona Schengen e o façam de avião. Os referidos despachos indicam que, todos os passageiros de regresso a Portugal, só poderão embarcar no destino se tiverem teste Covid (RT-PCR) de rastreio da infeção por SARS-CoV-2 com resultado negativo e realizado nas 72 horas anteriores ao embarque. Ficam isentos de efetuar o referido teste: -os passageiros que apenas façam transito em Portugal (e não tenham de abandonar o Aeroporto) -os passageiros que regressem de um país pertencente ao Espaço Schengen, Comunidade Europeia ou Reino Unido - os passageiros que regressem de países cuja situação epidemiológica esteja de acordo com a recomendação EU 2020/912 e que constam no despacho acima indicado em vigor: Austrália, Canadá, China, Coreia do Sul, Geórgia, Japão, Nova Zelândia, Ruanda, Tailândia, Tunísia e Uruguai (a lista de países será periodicamente atualizada pelo Governo Português, pelo que deverá reconfirmar a mesma, antes do início da viagem ou verificar atualizações do referido despacho) Cidadãos nacionais, cidadãos estrangeiros residentes legalmente em território nacional e seus familiares ou pessoal diplomático, que não tenham comprovativo de realização de teste SARS-CoV-2 com resultado negativo, à chegada ao território nacional, serão encaminhados para a realização do referido teste, ás suas custas. Os cidadãos que recusem a realização do teste à chegada, serão notificados pelo serviço de Estrangeiros e Fronteiras para a sua realização no prazo de 48 horas e podem incorrer em crime. Adicionalmente, informamos que todos os passageiros que entrem em território nacional através dos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro ou Beja são sujeitos a controlo de temperatura por infravermelhos. Caso se justifique, os passageiros serão sujeitos a teste de diagnóstico RT-PCR à COVID-19, conforme previsto no Despacho nº 6948- A/20209 de 6 de julho (https://dre.pt/application/file/a/137248605), devendo permanecer confinados nas suas residências até receberem o resultado negativo; Todas as questões decorrentes, devem ser esclarecidas/analisadas com as autoridades competentes. 10. Regime de Entrada Egito - Covid-19: Ao dia de hoje, a realização de um teste covid-19 negativo cerca de 72h antes é obrigatório para quem queira entrar dentro do país. Apenas nos aeroportos de Hurghada, Sharm El-Sheik e Marsa Alam é possível realizar um teste à covid-19 pelo valor de 30$/pessoa, sendo que os clientes são obrigados a esperar pelo resultado dentro do quarto do hotel reservado. No aeroporto do Cairo não é possivel realizar teste à chegada, pelo que deve ser realizado no país de origem. 11. Serviços Não Incluídos no Preço: Outros serviços não mencionados no programa e extras de caráter pessoal. 12. Publicação das condições acima expostas a 03/12/2020 às 18:00 SOLFÉRIAS - VIAJAR APROXIMA

Aeroporto de Origem

Aeroporto de Destino

Opções Disponíveis

Regimes

Data de Partida

Noites

Passageiros

Continuar

Geral

Hotel

Check-in

Check-out

Política de Cancelamento

As políticas de cancelamento e pré-pagamento podem variar de acordo com a opção escolhida. Por favor, verifique as condições para cada quarto / opção.